Autonomia e Abundância!
Newsletter #12

Olá Amigos e Companheiros de Jornada, Professores e Alunos, Simpatizantes…

Realizou-se no segundo fim-de-semana de Maio o Encontro de Yoga de Praticantes, Professores e Alunos da nossa Associação de Yoga - Chintámani, na Guarda. É um espaço de profunda interiorização que proporcionou a todos um retemperar de forças e um convívio agradável. Foi mais uma vez um momento alto nas práticas e no convívio, na Conferência e na vivência do Yoga. Estamos agradecidos aos nossos anfitriões pela forma amável e simpática com que nos trataram, mas também pelo profissionalismo e competência hoteleira de toda a equipa do Hotel Lusitânia.

Alguns princípios do Yoga (e da sua prática).

A independência e Autonomia são condições fundamentais para aprender a partilhar, cooperar e trocar com benefício de todos. Por isso treine conscientemente o dom da Autonomia nas pequenas e grandes oportunidades ao seu dispor: desenvolva o hábito de, pelo menos uma vez por semana, fazer sozinho qualquer tipo de actividade que lhe dê prazer e que normalmente faça acompanhado ; desenvolva o hábito de, pelo menos uma vez por mês, fazer algo novo, diferente ou fora da sua rotina habitual.

A Abundância não depende tanto do seu esforço mas antes vem até si como uma onda que ressoa, e responde, à sua própria “onda” energética. Materialize e honre os seus talentos, dons e capacidades de uma forma prática. Afirme para si próprio, todos os dias e em todas as situações e momentos em que se lembre de o fazer: “Eu Sou Abundante” e viva como essa verdade! Recorde também que Abundância não se esgota em termos materiais ou financeiros, mas que se expressa também através de todas as pessoas maravilhosas que tem na sua vida.

Uma “mente de principiante” é a mente vazia e alerta, a mente que está pronta para novas percepções. Pronta para observar, para ouvir, para aprender, para descobrir, aberta a novas respostas e novas perguntas. A mente de principiante é a oportunidade de estender os seus próprios limites e tirar partido do infinito potencial da mente humana, expandindo-se de volta ao seu tamanho original – ilimitado.

Tenha a consciência de que tudo é Um – e que a aparente separação é uma ilusão dos sentidos - por isso quando olhar para uma árvore, recorde que é árvore também. Quando olhar para a terra, recorde que é terra. Quando olhar para fora, recorde que é também isso que observa fora de si.

Boas Práticas com votos de Luz, Amor e Sabedoria!

Luís Martins
Professor de Yoga,
Director do Centro de Yoga Linda-a-Velha / Oeiras 

Aprovado por:
A Presidente da Associação de Yoga Chintámani
Shri Mataji Saraswati (Josefa Martins, Mestre)

Chintámani, Ano da Graça de 2015-07-01